Conferência Mundial de Juventude: Suando para chegar lá!

Virajovem participa em conferência internacional que discutiu as prioridades do planeta a partir de 2015 graças a financiamento colaborativo coletivo

Por Luciano Frontelle, de Colombo/Sri Lanka

Virajovem participa da conferência e produz informações para a Coalizão de Jovens Brasileiros pelo pós-2015 http://pos2015brasil.org

Se viajar para o outro lado do mundo já é uma aventura, consegue imaginar a quantidade de adrenalina se você tivesse apenas uma semana para arrecadar cerca de seis mil reais para conseguir chegar lá?

Foi exatamente isso o que aconteceu comigo um pouco antes de começar o mês de maio, quando recebi o convite de representar a Rede Nacional de Jovens e Adolescentes Comunicadores e Comunicadoras (Renajoc) na Conferência Mundial de Juventude, em Colombo, Sri Lanka. Para quem não sabe, o Sri Lanka fica ao sul da Índia e, antigamente, era conhecido por outro nome: Ceilão. O país foi invadido e colonizado por ingleses, portugueses e indianos, mas hoje é um país independente, com governo próprio.

O convite veio da Presidência da República do Brasil, devido ao trabalho de facilitação que tenho feito em consultas com jovens de vários lugares a respeito de quais prioridades eles têm na hora de conseguimos chegar a um mundo mais justo e igualitário. Esse processo de definição de prioridades é chamado de Agenda de Desenvolvimento pós-2015 (mais informações aqui). Resumindo, é um processo internacional, coordenado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e que tem a participação dos governos do mundo todo. O objetivo é definir prioridades que complementem os Objetivos atuais (Objetivos do Desenvolvimento do Milênio – ODM) e o prazo colocado é 2015, daí o nome “Pós-2015”.

Mas voltando à nossa aventura ao outro lado do mundo, a Conferência Mundial de Juventude, que aconteceu no Sri Lanka, é um evento que tem apoio da ONU e acontece a cada quatro anos (a última aconteceu no México, em 2010). Trata-se do principal espaço para as juventudes do mundo e os representantes de governo que desenvolvem políticas, ações e projetos para juventude se reunirem e definirem uma agenda em comum, acordando a respeito de princípios e direitos que devem ser garantidos a jovens numa escala global.

IMG_20140510_115225738

Ao todo, governos de cerca de 40 países participaram da negociação e jovens de mais de 150 nações estiveram em Colombo.

 

Esse acordo é construído em um espaço de negociações entre representantes de governo, recebendo as indicações dos jovens que também participam da conferência. A negociação só avança a partir do ponto em que todos na sala estejam de acordo com o texto proposto, parágrafo por parágrafo. Se isso não acontecer, quem discorda tem que conversar com quem está defendendo a alteração, adição ou manutenção do texto para que possam chegar a um consenso.

Os pontos mais polêmicos foram os referentes a direitos sexuais e reprodutivos, porque acaba levando para o debate do aborto e o reconhecimento e direito de jovens LGBTQI (Lésbicas, Gays, Transexuais, Travestis, Queer e Intersexo). Isso levou a uma parada total das negociações feita pelo bloco de nações que não queriam esses itens no texto – como Arábia Saudita, Camarões e Indonésia –, e os que defendiam a manutenção da proposta, representados, na maioria das vezes, por Brasil e Filipinas.

A questão se resolveu quando foi reconhecido que o texto sobre direitos sexuais e reprodutivos já havia sido acordado em outra conferência e os termos que mencionavam LGBTQI foram retirados.  Ao todo, governos de cerca de 40 países participaram da negociação e jovens de mais de 150 nações estiveram em Colombo. O documento tem uma primeira tradução para o português pode ser acessado em http://bit.ly/wcy2014.

 Vaquinha

Como disse no começo, recebi um convite para ir à Conferência, mas nem os governos do Brasil nem do Sri Lanka tinham como pagar minhas passagens até Colombo. Só podia contar com hospedagem e alimentação uma vez que tivesse chegado lá.

Tinha cerca de uma semana para achar uma solução e um jeito de viajar e poder atuar como jovem educomunicador, produzindo informações para o site do Pós-2015 e para a galera aqui no Brasil, nas redes sociais. Depois de tentar várias coisas, a solução foi fazer um post no Facebook pedindo ajuda com doações e compartilhamentos!

E não é que deu certo? Um jornal regional publicou a notícia no seu portal e o texto foi compartilhado mais de 200 vezes. Pouco mais de 60 pessoas me ajudaram e consegui arrecadar os seis mil reais necessários! Foi muita adrenalina e, principalmente, alegria. Muita felicidade em ver que quando as pessoas se unem e se ajudam, até algo considerado impossível, acaba se realizando.

Tá na Mão

Os materiais produzidos em Colombo, durante a Conferência Mundial de Juventude, podem ser encontrados no site da Coalizão de Jovens Brasileiros pelo pós-2015 http://pos2015brasil.org e na sua página no YouTube, HTTP://youtube.com/pos2015br.


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /var/www/html/renajoc.org.br/web/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273